quarta-feira, 5 de Dezembro de 2012

Esqueleto Humano

Boa Tarde pessoal, como prometido estamos aqui e iremos falar sobre o esqueleto humano.

esqueleto humano tem como função principal proteger determinados órgãos vitais, como, por exemplo, o cérebro, que é protegido pelo crânio, e também os pulmões e o coração, que são protegidos pelas costelas e pelo esterno.Os ossos do corpo humano variam de formato e tamanho, sendo o maior deles o fêmur, que fica na coxa, e o menor o estribo que fica dentro do ouvido médio.É nos ossos que se prendem os músculos, por intermédio dos tendões.O esqueleto feminino difere um pouco do masculino, como, por exemplo, na pélvis, cujo formato favorece a saída de um bebê do útero da mãe.Fazem parte também do esqueleto humano, além dos ossos, os tendões, ligamentos e as cartilagens.Funções em geral dos ossos incluem sustentação do corpo, locomoção, proteção dos órgãos vitais (como o coração, pulmão e encéfalo), produção de células sanguíneas e reserva de cálcio.



sexta-feira, 30 de Novembro de 2012

SISTEMA LOCOMOTOR - PARTE 1 - OSSOS


Bom Dia J

Como já dito antes A anatomia faz parte da grade do curso técnico em Análises Clínicas.
Um dos primeiros assuntos abordados na matéria, é o sistema locomotor, e é justamente sobre isso que vamos falar hoje .


Ao movimentar o corpo necessariamente você faz uso dos ossos, cartilagens, articulações e músculos estriados, ou seja, do sistema locomotor – o qual possibilita não apenas a sustentação do corpo como nos permitem andar, correr e realizar movimentos mais complexos como pular, dançar praticar esportes, etc. Este sistema age sob o comendo do sistema nervoso Central.

ü OSSOS
Os ossos são responsáveis pela firmeza, sustentação e postura do corpo humano. Por serem constituído de um tecido conjuntivo especial, são formados por células vivas denominadas osteócitos, que precisam ser nutridas. Tal fato o diferencia de outros tecidos conjuntivos, pois no interstício há grande quantidade de sais minerais, especialmente fosfato e cálcio, o que explica sua dureza.
      Os ossos apresentam grande variedade de forma, tamanho e estrutura interna e têm como principais funções a sustentação do corpo e a fixação do tecido muscular esquelético (ou voluntário), além da proteção dos órgãos moles como, por exemplo, cérebro, coração e pulmões.
      Os ossos longos, como por exemplo, o fêmur, localizado na coxa, tem sua estrutura composta externamente por uma camada densa e rígida, e internamente por outra camada, esponjosa, onde se localiza a medula óssea – a qual possui um tecido de coloração avermelhada e forma a maior parte das  células sanguíneas. No corpo do osso, chamado de diáfise, há uma membrana fibrosa, o periósteo, que o reveste externamente. As extremidades, onde se processa o crescimento do tecido ósseo por acréscimo de camadas superficiais, são camadas de epífises e recobertas de cartilagem para facilitar o movimento.
      Há também os ossos chatos ou planos, que são largos, compridos e finos. Como por exemplo, podemos citar a escápula, mais compacta, que não produz células sanguíneas – encontrada na face posterior do tórax, bilateralmente.
      Geralmente, esses ossos desempenham funções de proteção como os ossos planos do crânio, que protegem o cérebro.
      Citam-se, ainda, os ossos curtos, que possuem as três dimensões mais ou menos iguais (assemelhando-se a um tubo) e são encontrados apenas no tornozelo (tarso) e punho (carpo).
      Os ossos irregulares, que possuem diversas formas como aqueles da face, e os ossos sesamóides, que se desenvolvem em certos tendões (por exemplo, patela) e são encontrados no cruzamento dos tendões com as extremidades dos ossos longos nos membros, protegem os tendões do desgaste excessivo e geralmente mudam o ângulo dos mesmos quando passam por suas inserções.
      O tecido ósseo, desde que habituado a pesos frequentes, do próprio corpo não, torna-se mais forte em sua estrutura, Já quando paralisado – como, por exemplo, se estiver engessado – torna-se pela inatividade no dia-a-dia mais frágil.
      Ao ocorrer uma fratura, há um estímulo espontâneo de produção de células ósseas. São então produzidas fibras de colágeno mais sais de cálcio, visando favorecer a regeneração do osso.
      Ao atingirem a velhice, as pessoas passam a apresentar grande dificuldade de regeneração dos ossos, em vista da diminuição da quantidade de cálcio e teor aquoso, alem da redução das fibras de colágeno. A osteoporose, por exemplo, é uma doença causada pela descalcificação dos ossos, tornando-os mais frágeis pelo envelhecimento – o que acontece pela diferença entre a produção e absorção de células ósseas.


Bom pessoal, por hoje é só ate aqui, abaixo está um vídeo falando sobre os ossos, e no próximo post o assunto será esqueleto humano.
Beijinhos e até breve J!







quarta-feira, 28 de Novembro de 2012

ANATOMIA

Boa Tarde
Uma das matérias estudadas no 1° ano Técnico em Analises Clinicas é a Anatomia Humana.
Agora vamos conhecer um pouco sobre o que essa matéria estuda.


O QUE É ANATOMIA:

A anatomia é estudo das  formas exteriores, do corpo humano em repouso ou em movimento, dos órgãos internos, do esqueleto, dos músculos, estuda as doenças, prevenção,diagnósticos e tratamentos das mesmas.

terça-feira, 27 de Novembro de 2012

Afinal, o que é um técnico em Análises Clínicas?

DEFINIÇÃO:


No Brasil, o técnico de laboratório de análises clínicas é um profissional com formação pelo ensino técnico em análises clínicas. Não existe uma nomenclatura unificada para denominação deste profissional, podendo ser chamado de técnico em patologia clínicatécnico em citologiatécnico em análises laboratoriais, etc., o que pode gerar conflitos de nomes. 


O QUE FAZ:


Este profissional auxilia e executa atividades padronizadas de laboratório - automatizadas ou técnicas clássicas - necessárias ao diagnóstico, nas áreas de parasitologia, microbiologia médica, imunologia, hematologia, bioquímica, biologia molecular e urinálise. Colabora, compondo equipes multidisciplinares, na investigação e implantação de novas tecnologias biomédicas relacionadas às análises clínicas, entre outras funções.


OBS.: A profissão está descrita na Classificação Brasileira de Ocupações, assim como está na Lei Federal 3820/61, que Cria o Conselho Federal e os Conselhos Regionais de Farmácia, e dá outras providências legais

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/T%C3%A9cnico_de_laborat%C3%B3rio_de_an%C3%A1lises_cl%C3%ADnicas

Grade de disciplinas do Curso Técnico de Análises Clínicas

Boa Tarde Pessoal.
As matérias estudadas pelo curso Técnico em Análises Clínicas no 1º Ano do ensino regular são:


Anatomia
Biologia
Educação Física
Filosofia
Física
Geografia
História
Informática
Matemática
Português 

Química

Sociologia